“Ó, Rosinha, vem-te comigo
Deixa a mãe que te criou;
Aquela que te deu leite -
Ó, Rosinha! -
Não foi a que mais te amou...”
Espectáculo em Português
OUTRORA

Pó. Um sótão com pó. Armários com pó, baús com pó. Livros e álbuns soterrados em pó. Guarda-jóias com pó. Vestidos com pó. Vestidos lindos, antigos. Vestidos da mãe, das tias, das avós. E quem diz vestidos, diz sapatos. E diz jóias. Brincos. Anéis. Colares. Colares lindos. Colares já esquecidos no pó. Colares com memórias. Tantas memórias. Da mãe. Das tias. Das avós. Dos colares de pérolas que a mãe usava ao domingo, do camafeu da avó. De vê-lo baloiçar no seu peito antes que eu fechasse os olhos e adormecesse com o seu canto de embalar...

Pó, memórias e um sorriso. De outrora.

Ideia Original , Concepção Plástica , Voz-Off e Interpretação Crestina Martins

Figurinos Cármen Regueiras

Banda Sonora A partir da canção tradicional "Oh Rosinha vem-te comigo" com Adaptação e Edição de Tiago Regueiras

Guitarra Tiago Moreira

Design de Luz Pedro Morim

Design Gráfico Adriana Leites

Motion Design e Fotografia Nuno Leites

Produção Marácula

© 2015