“O dono do gato não se fiara muito naquilo que o animal dissera. No entanto, já por várias vezes o havia visto caçar ratos e ratazanas através das mais engenhosas trapaças: pendurando-se pelos calcanhares, escondendo-se na farinha ou fingindo-se de morto. E, assim sendo, o rapaz ganhara alguma esperança na habilidade que o gato teria para o ajudar a sair da sua miserável condição.”
—   Charles Perrault
Espectáculo em Português
O GATO DAS BOTAS

O Gato das Botas é uma produção teatral dirigida à infância, a partir do conto homónimo de Charles Perrault, uma fábula intemporal sobre o engenho e a argúcia como formas de ultrapassar obstáculos.

Num tratamento dramatúrgico contemporâneo, o motor narrativo é sustentado pela introdução de três personagens paralelas: três velhas senhoras, amigas de longa data, que todos os dias, entre cumprimentos, lamúrias, queixas e risos, se entregam ao seu passatempo favorito: contar histórias. E, no dia particular em que o espectáculo se desenrola, após uma acesa discussão sobre qual dos gatos que cada uma tem em casa será o melhor, decidem contar a história do mais esperto gato alguma vez visto...

É através do Bunraku, ancestral técnica japonesa de manipulação de marionetas, e não só, que os nossos intérpretes recriam o conhecido conto para o gozo de grandes e pequenos. Estes últimos são assim introduzidos ao mundo infinitamente transformável do Teatro, criando-se um primeiro contacto proveitoso entre uma criança e um palco, tanto pelas temáticas literárias e humanas que servem de base a este espectáculo, como também pelas técnicas e recursos cénico-narrativos a que recorre.

O Gato das Botas Poster

A partir do Conto Homónimo de Charles Perrault

Encenação e Dramaturgia Pedro Galiza

Interpretação Crestina Martins, Inês S Pereira e Tiago Regueiras

Concepção Plástica Pedro Galiza e Pedro Morim

Concepção e Construção de Marionetas Giselle Stanzione

Design de Luz Pedro Galiza

Design Gráfico Adriana Leites

Motion Design Nuno Leites

© 2013